quinta-feira, 16 de abril de 2009

VIDA DE CÃO


O meu latido nunca foi imperialista, pois nunca me aventurei por terras do tio Sam. Rosnava sim, pelas ruas e vielas de Setúbal de pena em riste citando o poeta sempre que ladrava ao transeunte, fornicando as cadelas descuidadas de trela e de cio compostas.
Chamavam-me Pataroxa e sempre que as minhas aleijadas patas dianteiras me permitiam, saltava esta carcaça por cima do muro abolindo essa fronteira, para encontrar um mundo lá fora. Que numa última vontade, aqui guardo comigo. Seguia muitas vezes o Shampo sem que o totó me visse, uma vez fui no encalço do dono velho que se fez ao mar, pensam que me retrai pelo adamastor? Atirei-me ao Sado para embarcar na pescaria, mas acabei por ser pescado por um grupo de pescadores que embaraçados com a situação ainda me mancaram no focinho.
Em vida mordi carteiros e deixei filhos, só não plantei uma árvore nem li um livro, que isso é coisa de rotos. Sabia de antemão que se o fizesse acabaria por escrever num blog como este palhaço!
Não resisti a um contra-tempo e finei na doença, vida de putas dá nisto. Só não tenho aqui uma foto, porque este panasca do Shampo morria de medo que eu lhe arrancasse um bracinho no momento da foto. Abandonei-vos há coisa de um mês e sei que no esquecimento, cedo cairei Mas fui um cão! Um gajo muito cão! Não uma papoila de um LAMBE-DOG-MILLIONER a ser paniscas num jardim imperialista. É que um cão americano, é um cão amaricado!

ASS:Pataroxa

6 comentários:

violet baudelaire disse...

um tributo todo bonito, sim senhores!
mas o teu pataroxa era um caniche?
é que não há cão tão larilas como o caniche..
talvez o yorkshire esteja ao mesmo nível...e mesmo assim..

Tôni disse...

F%#"-se esse cão está no paraiso. Se soubesse da existência deste exemplar tinha ido comigo traçar muita cadela.

Um bem haja a esse gajo que foi, é e sempre será, um cão do C#&!*ho.

X disse...

O Pataroxa metia respeito a qualquer Simba José que por ele passasse :)

Grande tributo primo! Beijos

alexandra disse...

simplesmente maravilhoso. o quotidiano do pataroxa tornar-se-á intemporal.. uma referência.. aventuras e desventuras do pataroxa, o fiel espelho do dono... no melhor sentido, sem dúvida! saudades.

Andreia disse...

É a maior homenagem alguma vez feita a um cão. Tenho pena de não o ter conhecido...

somebody disse...

酒店經紀人,菲梵酒店經紀,酒店經紀,禮服酒店上班,酒店小姐,便服酒店經紀,酒店打工,酒店寒假打工,酒店經紀,酒店經紀,專業酒店經紀,合法酒店經紀,酒店暑假打工,酒店兼職,便服酒店工作,酒店打工經紀,制服酒店經紀,專業酒店經紀,合法酒店經紀,酒店暑假打工,酒店兼職,便服酒店工作,酒店打工,酒店經紀,制服酒店經紀,酒店經紀
,